quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Quanto vale a vida de um Ser Humano?


Estamos vivendo numa época em que a vida do ser humano é desperdiçada cada vez mais de modo banal.
Transformamos o mundo em um lugar onde pai mata filho, filho mata pai, criança mata criança. À algum tempo atrás isto seria considerado algo absurdo, inimaginável, mas temos que admitir que este tipo de acontecimento é cada vez mais comum na nossa sociedade.
Recentemente o ex-jogador do Corinthians, Willian Morais de apenas 19 anos foi assassinado durante um assalto porque se assustou com a abordagem dos delinqüentes e tentou fugir, os assaltantes queriam roubar um correntinha de ouro que o jogador tinha no pescoço, a fuga foi motivo para os assaltantes darem dois tiros nas costas do garoto.
A vida de um ser humano já foi banalizada o suficiente para valer menos que uma correntinha. A falta de punição pode ser considerado um dos motivos para esta banalização, mas os grandes motivos são a falta de consciência, falta de família, falta de crer na vida, falta de crer em Deus.
Não temos mais consciência dos nossos atos, voltamos a ser primatas, fase de seres completamente ignorantes que não sabem mais diferenciar o bem do mal, o certo do errado.
Quando vemos certas atrocidades na imprensa podemos até repudiar, mas também somos culpados, estes monstros que roubam, agridem, sequestram, estupram e matam pessoas inocentes são criação da nossa sociedade, são alimentados com nosso ódio, com a nossa omissão.
Punições severas podem reduzir a criminalidade, mas não vai eliminar, a mudança deste cenário deve começar por cada um de nós, com nossas atitudes, com nossos comportamentos, pelo modo que criamos nossos filhos ou influenciamos no comportamento de nossos familiares.