sábado, 10 de maio de 2014

Cadê a liberdade de expressão?





Há muito tempo se ouve que no Brasil, existe liberdade de expressão, mas até onde essa afirmação é verdadeira?

Até que ponto estamos livres, para expressar de fato a nossa opinião?

A polêmica envolvendo a âncora do SBT Brasil, Rachel Sheherazade, me fez refletir sobre o tema.

Muito se discutiu sobre os efeitos da opinião da jornalista, à respeito dos recentes linchamentos, não pretendo entrar no mérito desta questão, porém, estão esquecendo que a jornalista foi amordaçada.

Após o comentário polêmico, o SBT sofreu pressão de políticos, grupos de direitos humanos e até mesmo de jornalistas, resultado, a emissora forçou a jornalista à entrar de férias e cortou os comentários pessoais dos âncoras do principal telejornal.

É evidente que não era a vontade da emissora de tomar tal atitude. O SBT tem tentado se consolidar na segunda colocação no jornalismo nacional e o formato do SBT Brasil estava dando muito certo, mas a pressão foi grande, a emissora foi ameaçada de perder R$ 150 milhões de verbas publicitárias da Caixa Econômica Federal, por isso acabou cedendo.

Existem muitos meios de praticar censura, o que estamos vendo no Brasil é que existe uma censura velada, muito diferente da que existia na ditadura militar, mas ainda existe.

É claro que todo formador de opinião deve tomar cuidado com a opinião que vai expressar, mas a partir do momento que a opinião desrespeitar os direitos de alguém, a justiça deve ser acionada, para que a pessoa seja punida dentro do rigor da lei.

O direito do jornalista e de qualquer cidadão comum de poder se expressar, deve ser assegurado, não podemos deixar que voltem a calar a imprensa brasileira, não podemos deixar que tirem de nós a possibilidade de ouvir todos os lados da história.