domingo, 8 de novembro de 2015

Nova etapa da Lavo Jato mira partidos políticos

A ótima operação da Lavo Jato já atingiu lobistas, empresários, empresas e alguns poucos políticos, agora a promessa é que enfim a operação chegue aos partidos políticos.

Com o decorrer das investigações ficou evidente que alguns partidos políticos tiraram proveito do esquema de corrupção. O dinheiro arrecadado de propina iria aos políticos, mas por se tratar de um esquema institucionalizado, a possibilidade de que campanhas políticas foram financiadas por dinheiro irregular é muito grande.

A operação já recuperou R$ 2,4 bilhões aos cofres públicos, proveniente de acordos de delação premiada e termos de leniência. Agora a intenção do Ministério Público é condenar os partidos políticos, e não apenas os líderes partidários.

Em caso de condenação os partidos serão obrigados a devolver mais de R$ 20 bilhões aos cofres públicos, além de estarem sujeitos a retenção de valores do fundo partidário, suspensão e cassação do registro da legenda.

Conforme as investigações, os partidos favorecidos pelo esquema de corrupção na Petrobras foram PT, PMDB e PP.

A punição de todo e qualquer envolvido no caso é importante para o país, mas a punição aos partidos políticos é de extrema importância para fortalecemos o processo democrático no Brasil.

O Brasil está cansado de ver casos de corrupção apoiados por partidos, e estes nunca foram punidos. Enquanto a impunidade pairar entre os partidos, continuaremos tendo uma falha gigantesca no nosso processo democrático.