segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Cadê a crise?


Os shows da Madona estão agitando o final de ano no Brasil. Logo na sua primeira apresentação do álbum Hard Candy, a cantora pop levou mais de 60 mil espectadores. Mas o foco desta postagem não é comentar as qualidades da cantora, e sim o estranho desaparecimento da crise financeira para milhares de pessoas.

Já faz alguns meses que a crise financeira mundial vem assombrando a vida dos brasileiros, isto pelo menos na teoria. Agora observando determinadas situações, nos perguntamos, para onde foi a crise?

O show da cantora Madona é um ótimo exemplo para mostrarmos que esta crise não atingiu tanto o Brasil como alguns empresários e bancários estão tentando nos convencer. Nesta apresentação da Madona, no estádio Maracanã, o ingresso mais barato custava R$160,00 , mesmo assim o estádio ficou completamente lotado.

Muitos podem pensar que uma coisa, não tem nenhuma ligação com outra, mas acreditem, se houvesse uma crise do tamanho que alguns dizem que há, não haveria tanta gente desperdiçando seus valorosos reais em um simples show pop.

Cuidado para não acreditar em tudo aquilo que escuta! Dentro deste cenário de crise criada pelos empresários e banqueiros o único prejudicado esta sendo o proletário.

Muitos já estão percebendo que a cobrança de seus patrões aumenta a cada dia, com a desculpa de que temos que produzir mais, para que a empresa possa enfrentar a crise. Do mesmo modo que estes mesmos patrões aumentam o preço de seus produtos, que posteriormente será refletido no bolso do proletário. Portanto, fique atento para não trabalhar mais do que já trabalha, não aceite redução salarial, e tente estabilizar seus gastos financeiros.